Acompanhe:
Livros

A Garota Dinamarquesa — David Ebershoff

A Garota Dinamarquesa

Título: A Garota Dinamarquesa
Autor: David Ebershoff
Primeira publicação: 2000
Editora: Fábrica 231
Ano: 2016
Páginas: 368
Classificação: 5/5
Skoob | Goodreads

Sinopse: Greta precisava finalizar o retrato da mezzo soprano Anna Fonsmark, que acabara de cancelar a sessão por causa de um ensaio. Ela então pediu ao marido Einar Wegener um pequeno favor. “Preciso de um par de pernas… E pensei comigo mesma que as suas talvez servissem… Você se incomoda de vestir as meias dela? E os sapatos?”, perguntou. Assustado e excitado ao mesmo tempo, Einar, depois de rogar por segredo, relaxou e começou a puxar a meia por cima da panturrilha. Nesse dia, ano de 1925, nascia Lili Elba, uma espécie de alter ego feminino do pintor. O que começou como mera brincadeira acabou se tornando uma rotina para o casal: Einar passa a se vestir cada vez mais como Lili, por quem Greta se vê estranhamente atraída. História de amor surpreendente entre uma mulher brilhante, generosa e à frente do seu tempo, e um homem que ousou seguir o seu desejo mais profundo, A garota dinamarquesa foi adaptado para o cinema, com Eddie Redmayne e Alicia Vikander no elenco.

~

“Mais uma vez, Einar sentiu-se exausto por ninguém no mundo saber quem ele era.”

Entrei em contato com essa história pela primeira vez através de sua adaptação cinematográfica. E devo dizer que, apesar do livro ser muito mais rico em detalhes — por motivos óbvios —, as divergências na história mostrada no livro e no filme são mínimas e irrelevantes. Acredito que esta seja uma das adaptações mais fiéis que já pude assistir.

O livro é extremamente dramático. A história se passa na Dinamarca dos anos 30, mostrando a vida de Einar e Greta, um casal de pintores. Enquanto Einar é famoso por suas pinturas de paisagens, Greta luta para ser reconhecida pintando retratos. E é ajudando-a a finalizar um retrato que Einar sente nascer Lili.

Os dois tratam Lili como uma prima de Einar que vem apenas visitar, e posar para Greta — de quem  se tornou musa. Mas a crise de identidade de Einar se engrandesse com o tempo, enquanto Greta se beneficia do recém-obtido destaque com séries de retratos da moça que a inspirava.

Apesar de ser uma personagem secundária, é impossível deixar de falar da força de Greta e sua determinação em fazer Einar feliz. É ela que o coloca em contato com o professor Bolk, que declarava poder ajudar Einar se tornar, definitivamente, Lili; através de uma série de cirurgias.

 

O livro não é baseado em fatos reais, mas inspirado por eles. Como diz o próprio autor: “Alguns fatos importantes sobre a transição real de Lili encontram-se nestas páginas, mas a história tal como narrada aqui, com detalhes de lugar, tempo, linguagem e vida interior, é uma invenção da minha imaginação.”

Mesmo imaginando que o preconceito fosse muito presente na época em que a história se passa (mesmo porque ainda o é), o preconceito não é o protagonista desta história. “A Garota Dinamarquesa” é uma história incrível sobre identidade e auto-aceitação. Hoje Lili é reconhecida como um ícone do movimento trans, e este holofote que está sendo direcionado para a sua história é imensamente importante para abrir discussões sobre a transsexualidade.

Onde comprar: Amazon | Submarino | Americanas

52 Livros em 52 Semanas


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

19 Comentários

  • Responder Camila Faria

    Ainda não assisti o filme Ana (nem li o livro). Bacana saber que a adaptação é bem fiel, essa história realmente me parece ser incrível e inspiradora.

    23 de maio de 2016 às 10:25
    • Responder Ana P.

      Super indico os dois!
      O livro não é muuuito rápido de ler, então se achar muito devagar corre pro filme que é sucesso! (:

      2 de junho de 2016 às 18:41
  • Responder Váh

    Já vi várias pessoas comentando desse livro, parece ser bem interessante…

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    23 de maio de 2016 às 11:05
  • Responder Adriel Christian

    oi, oi.

    que bom saber que o livro não é tão diferente do filme, pq eu amei a produção pras telonas. fiquei tão triste ao fim do longa. <3

    tua resenha só me fez ficar com muita curiosidade pra saber mais detalhes do livro, q eu sei q tem coisas bem mais "picantes". hahaha!

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    23 de maio de 2016 às 11:41
    • Responder Ana P.

      Oi Adriel!

      Desculpa decepcionar, mas vou ter que te falar que eu não lembro de nada ~picante~ não, viu? ): HAUHAU Assim, até tem algumas descrições mais ~explicitas~ mas não lembro de nada puxado pro erótico, sabe?

      Espero que tu consiga ler em breve e que tu goste <3

      2 de junho de 2016 às 18:47
  • Responder Legalmeente Ruiva

    Essa história é muito linda, eu vi o trailler e meus olhos já encheram de lágrimas, porque sou dessas hahahhaa
    O livro então deve ser igualmente encantador. Vê esse post me lembrou que preciso ver esse filme urgente <3

    Dany Guimarães| Legalmeente Ruiva | Legenda da Trindade
    http://www.legalmeenteruiva.com

    23 de maio de 2016 às 12:20
    • Responder Ana P.

      Sou dessas também, viu! hahah
      Corre assistir que o filme é ótimo <3

      2 de junho de 2016 às 18:48
  • Responder Cíntia de Melo

    Eu ainda não vi o filme. Socoorro.
    Mas esse é um dos livros que eu mais quero ler =(
    A hsitória deve ser muito delicada, mas ao mesmo tempo muito profunda! Quando eu ler eu te chamo pra dizer o que eu achei.

    beijos

    23 de maio de 2016 às 14:00
    • Responder Ana P.

      Vai assistiiiiiir e ler porque vale muito a pena!
      E não deixa de ver o filme porque ainda não leu o livro, os dois são ótimos <3

      E é bem isso mesmo, bem sensível e profunda.

      Me chama sim!

      Beijos!

      2 de junho de 2016 às 18:52
  • Responder Nicas

    Eu queria ler, mas morro de preguiça de ler alguma coisa se já sei o que vai acontecer. 🙁
    Mas o filme é lindo e a atriz que faz a esposa dele é incrível demais! <3

    23 de maio de 2016 às 20:56
    • Responder Ana P.

      Eu achei que ia ficar com preguiça também, mas acaba que eu fico agoniada pensando “ué, quando que chega a hora que acontece tal coisa?” e acaba indo rápido!

      Mas nossa, o filme é muito bom e bem fiel ao livro, então zero reclamações <3 E todo o elenco é muito bom!

      2 de junho de 2016 às 18:58
  • Responder Camila Tuan

    Já tinha lido resenha do filme e fiquei com vontade de assistir.
    Achei sua resenha do livro bem mais cheia de informações, agora quero ler e assitir rs.

    Beijos

    23 de maio de 2016 às 22:53
    • Responder Ana P.

      Lê e assiste sim <3 Vale muito a pena fazer os dois

      2 de junho de 2016 às 18:59
  • Responder Julie Chagas

    A história chama muito a minha atenção e ainda não li o livro nem vi o filme. Tenho muita vontade!

    24 de maio de 2016 às 07:53
  • Responder victória gabriela

    Nem vi o filme e nem li o livro mas já ouvi falar muito bem e agora chamou minha atenção!! Amei

    http://www.antesdaprimavera.com.br

    24 de maio de 2016 às 15:28
  • Responder Chell

    Ahhh que legal saber que o livro não foge muito do filme. A hitória é realmente tocante! =D

    24 de maio de 2016 às 17:43
  • Responder Livia

    esse filme é maravilhoso, eu vi no cinema e amei, mt bacana conhecer o livro tbm

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    24 de maio de 2016 às 20:48
  • Responder Clayci

    Assim como “Quarto” estou enrolando para assistir esse filme, porque quero ler primeiro hahahah.
    Preciso acelerar a leitura *_*

    26 de maio de 2016 às 10:03
    • Responder Ana P.

      Daqui a pouco tem resenha de “quarto” aqui também <3 Mas com ele eu fiz a ordem certa e li antes de ver o filme haha (e recomendo fazer o mesmo), mas com esse aqui não vai ter problema nenhum se tu colocar o carro na frente dos bois não viu?

      Beijos!

      2 de junho de 2016 às 19:00

    Deixe uma Resposta