Acompanhe:
Livros

Cartas de Amor aos Mortos — Ava Dellaria

52 Livros em 52 Semanas

Cartas de Amor aos MortosTítulo: Cartas de amor aos mortos
Autora: Ava Dellaria
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 344
Classificação: 4/5
Skoob | Goodreads

Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

~

Cartas de Amor aos Mortos tem sua história escrita através de cartas que Laurel escreve a seus ídolos, muitos dos quais ela conheceu por conexão a outra pessoa.

Laurel está começando o ano em uma escola nova, onde ela pode circular sem receber olhares de pena pela morte de sua irmã mais velha, May. Com a tragédia, a família que já estava quebrada, se despedaçou. Sua mãe, incapaz de lidar com o luto, se mudou para a Califórnia, e a guarda de Laurel foi compartilhada por seu pai (Jim) – que parece ter ficado um tanto quanto letárgico após os acontecimentos – e sua tia (Amy) – uma mulher guiada por seu amor à Jesus.

Depois de passar alguns almoços escondida no banheiro, Laurel inicia uma amizade com Natalie e Hanna. E, ao contrário da maior parte dos livros com personagens adolescentes, as personagens não são perfeitas. Elas são completamente quebradas, na verdade. Natalie ama Hanna, e este amor é recíproco. Mas Hanna sai com caras, vários, ao mesmo tempo; sua avó está doente, seus pais morreram e seu irmão não sabe como lidar com ela. Juntas elas matam aula, bebem e fumam. E isso é tratado com naturalidade no livro, não enaltecendo ou condenando as atitudes das adolescentes.

Logo Laurel repara em Sky. O típico garoto misterioso do colégio. Ninguém sabe ao certo de onde ele veio, mas boatos dizem que foi espulso de sua escola anterior. Mas, apesar de se apaixonarem, o relacionamento dos dois é abalado pela relutância de Laurel em se abrir e falar sobre seu passado.

Esta negação de Laurel em revelar seu passado àqueles próximos não irritou somente Sky. Eu também fiquei profundamente irritada, já imaginando o que havia acontecido em seu passado, mas querendo logo descobrir o que de fato era verdade.

De certa forma este “mistério” é bom para motivar a leitura, mas apenas na medida certa (o que, felizmente, é o caso deste livro). A escrita torna a leitura suave, falando com naturalidade mesmo sobre questões mais delicadas.

A forma de escrita em cartas me incomoda um pouco na teoria, então seria algo que talvez bloqueasse a escolha deste livro se eu soubesse disso antes. Mas, tendo descoberto isso apenas lendo, este modo até mesmo ajudou, porque possibilita “saltos” no tempo que poderiam ser muito tediosos em uma narrativa convencional.

Ah! E cuidado: O livro fala sobre abuso (físico e sexual). O assunto é abordado de maneira branda, sem detalhes e sem grande descrição (física ou emocional), mas o aviso é sempre válido!

Recomendo para: Jovens. Romance / Drama. Leitura leve e rápida (:

Onde comprar: Amazon | Americanas | Submarino


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

16 Comentários

  • Responder Bela

    Queria muito ler esse livro!

    16 de outubro de 2015 às 18:02
    • Responder Ana P.

      @Bela, acho que tu vai gostar! Leeeeeia

      20 de outubro de 2015 às 21:15
  • Responder Clay

    Comprei o livro já faz um tempinho por causa da capa e da sinopse rs..Ficou na listinha eterna de espera sabe? >.< Preciso ler

    Gostei da sua resenha

    16 de outubro de 2015 às 19:52
    • Responder Ana P.

      @Clay, pois é! Eu adorei a capa e acabei lendo mais por ela do que por qualquer coisa (mesmo porque quase nunca leio sinopse antes, então não sabia do que se tratava hahaha)

      20 de outubro de 2015 às 21:15
  • Responder Ana

    Eu gostei dessa leitura. Não foi o que eu esperava, mas também não me decepcionou kkk

    19 de outubro de 2015 às 13:32
    • Responder Ana P.

      @Ana, também gostei! Eu não esperava nada porque não fazia idéia sobre qual era o tema do livro, então acabei sendo surpreendida positivamente (:

      20 de outubro de 2015 às 21:19
  • Responder Mirian Gonzales

    Oiee, amei seu blog. Parabéns.
    Estou louca pra ler esse livro. E com sua “resenha” fiquei com ainda mais vontade de ler.

    Bijos :**

    19 de outubro de 2015 às 13:37
  • Responder Jaqueline

    Uma vez coloquei esse livro em minha wishlist no meu blog. Super curiosa apenas pelo nome do livro. Confesso que sou um pouco preconceituosa com personagens adolescentes, mas só leio e ouço criticas positivas a respeito desse livro.
    http://www.meufloral.com

    19 de outubro de 2015 às 16:11
    • Responder Ana P.

      @Jaqueline, sério, Jaqueline? Por que o “preconceito” com personagens adolescentes? haha

      20 de outubro de 2015 às 21:20
      • Responder Jaqueline

        @Ana P., Não sei dizer o porque ao certo. Mas eu acredito que não tenho mais paciência pra certos conflitos inerentes a idade. Tenho medo de achar boring e acabo nem lendo certos livros.

        26 de outubro de 2015 às 19:33
        • Responder Ana P.

          @Jaqueline, ah, entendo o sentimento. Não tenho muito mais paciência com vários ‘conflitos’, principalmente romances rasos, na velha fórmula nicholas sparks de ser.

          28 de outubro de 2015 às 15:46
  • Responder Ellem

    Já vi muitas resenhas positivas sobre esse livro e tô querendo muito lê-lo, mas minhas listinha está gigante kkk
    Gostei muito da tua resenha 😀
    Beijos

    19 de outubro de 2015 às 17:40
    • Responder Ana P.

      @Ellem, ai Ellen, te entendo porque minha lista também é gigante! E eu nunca sei o que vou ler em seguida.

      Mas ó, se quiser uma leitura rapidinha, passa ele na frente dessa listoooona!

      20 de outubro de 2015 às 21:21
  • Responder Tatiana

    Vi várias resenhas sobre esse livro, algumas falando bem o outras nem tanto. Quem sabe uma hora dou uma chance e vejo o que acho, né? Um beijo!

    19 de outubro de 2015 às 20:27
    • Responder Ana P.

      @Tatiana, acho que vale a pena porque é bem rapidinho! Tu vai sentir logo nas primeiras páginas se gosta ou não hahah

      20 de outubro de 2015 às 21:53

    Deixe uma Resposta