Acompanhe:
Livros

O Projeto Rosie — Graeme Simsion

O_PROJETO_ROSIETítulo: O Projeto Rosie
Autor: Graeme Simsion
Editora: Record
Ano: 2013 / Páginas: 320
Classificação: 5/5

Skoob | Goodreads

Sinopse: Com humor fino e inteligente, O Projeto Rosie conta a história do professor de genética Don Tillman, segundo o jornal The Guardian, um personagem para entrar para a história da literatura. Na busca pela esposa perfeita, ele vai precisar de muito mais do que o questionário que desenvolveu para selecionar candidatas. E quando Rosie Jarman surge – um exemplar totalmente inadequado de parceira –, o imprevisto, o impulso e a emoção passam a ser as novas regras. O livro de estreia do australiano Graeme Simsion teve os direitos vendidos para mais de 30 países, e vai se tornar filme, com produção da Sony Pictures.

~

Eu estava procurando um simples romance para intercalar entre um livro mais elaborado e outro, então comecei a leitura de O Projeto Rosie sem grandes expectativas.

Logo de cara o personagem principalmente, Don Tillman, me lembrou um péssimo encontro que tive um rapaz que procurava demais uma mulher com características especificas, ele me contou que ela Tinha que trabalhar de segunda à sexta para passarem os sábados juntos e os domingos almoçando com sua mãe.
O encontro foi péssimo claro, tanto que dei uma desculpa para sair correndo.

Então, não foi legal o começo da leitura por conta desta lembrança nada agradável. Só que descobri que Don não era estranho, todas as outras pessoas que eram estranhas para ele. Seu problema é a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, o motivo para sua incapacidade de arrumar uma parceira, uma namorada ou até mesmo uma amiga, já que ele só tem dois únicos amigos, Gene e Cláudia.

O Projeto Rosie | Quase Mineira

Don planeja cada hora do seu dia, desde sua refeição até quantos minutos ele leva de casa até o trabalho pedalando. Quando ele decide implementar o Projeto Esposa — um questionário com perguntas sobre maquiagem, pontualidade, conhecimentos matemáticos, preferencias culinárias —, primeiro ele procura uma mulher perfeita que não existe, depois ele entende que o questionário absurdo que formulou não é para achar uma mulher que seja “adequada” para ele e sim, para que ache alguém que o aceite.

Quando Rosie entra na sua vida – sem ter se candidato ao Projeto Esposa – ela não é nada adequada:  fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada, Don descobre que o amor não é para ser lógico e planejado, é para ser sentido.

“Durante toda minha vida fui criticado pela minha suposta falta de emoções, como se isso fosse um defeito absoluto. As interações com os psiquiatras e psicólogos — inclusive Cláudia — partem da premissa que eu deveria estar “mais em contato” com minhas emoções. O que eles realmente querem dizer é que eu deveria me deixar levar por elas […]”

Além do amor, este livro fala sobre aceitar pessoas que são “estranhas” ao nosso ver e claro, fala sobre relacionamentos de diversos aspectos: casamento aberto, relacionamento pais x filhos x padrastos e sobre amizade.
Recomendo a leitura para aqueles dias que sentimos que não nos encaixamos em lugar nenhum.

Onde comprar: Amazon | Submarino | Americanas

Beijão


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

18 Comentários

  • Responder Adriel Christian

    oi, oi.,

    ain, adorei! acabei de salvar o teu post nos favoritos pra procurar o livro pra comprar mais tarde. <3 eu adoro livros com essa temática, que tratam sobre assuntos do nosso dia a dia, mas focando em algo que nem prestamos tanta a atenção. só pela capa, eu já imagino que a leitura seja bem agradável! <3

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    19 de maio de 2016 às 16:01
  • Responder Larissa Rehem | O dia da Lila

    Não conhecia o livro, e nem lembro de já ter visto ele numa livraria.
    Mas adorei a resenha e A-M-E-I a indicação de “quando ler”!
    xD

    19 de maio de 2016 às 22:41
  • Responder Jessica M

    Já li esse livro faz um tempinho, mas eu gostei bastante. Achei leve e divertido.
    Ri sobre o encontro, que péssimo, gente! Fica difícil gostar de um livro ou filme quando nos lembra situações do tipo rsrs.
    Beijo! :*

    20 de maio de 2016 às 11:09
    • Responder Stephanie Ferreira

      Eu diria que a lembrança foi até engraçada (pra não dizer trágica) HUAHUAUHS mas o livro é realmente bom.
      Beijão

      23 de maio de 2016 às 13:24
  • Responder Gilmara Valente

    NOOOOSSA! Faz muito tempo que li esse livro :O
    Paguei super barato numa promoção e esse foi o motivo da compra.
    Mas ele é tão fofo, tão gostoso de ler que deu até saudades rsrs.
    Super recomendo!

    20 de maio de 2016 às 11:12
  • Responder Nicolle Por Deus

    Essa estratégia de colocar uma leitura leve entre duas mais densas é 10/10. Aderi pra vida, também <3 É ótimo ter esse período pra respirar e não encher a cabeça com muitas reviravoltas loucas (por mais que sejam ótimas, acaba deixando a gente muito agitado e é bom dar uma acalmada, né?). Quando li sobre essa mania de Don de querer encontrar alguém dentro das suas expectativas, lembrei d'O Teorema Katherine! Mas acho que uma história não tem nada a ver com a outra ("acho", porque não tive cabeça pra terminar o teorema hahaha). Achei a mensagem uma gracinha, Sté <3

    20 de maio de 2016 às 11:24
    • Responder Stephanie Ferreira

      Nunca li O Teorema de Katherine mas já quero ❤️‍ E nossa SIM, melhor estratégia que aderi pra vida, assim não sofro de ressaca literária!
      Beijos

      23 de maio de 2016 às 13:22
  • Responder Cíntia de Melo

    Que amor essa foto de perfil <3
    Gostei da sua ideia de intercalar livros mais leves entre leituras mais pesadas. hehehe
    vou segui esse conselho!

    20 de maio de 2016 às 13:00
    • Responder Stephanie Ferreira

      Brigada Cin ❤️‍
      Ah então, é ótimo pra você não ter uma ressaca literária depois de ler algo mais pesado 🙂
      Beijão

      23 de maio de 2016 às 13:16
  • Responder Bianca

    Já tinha visto algumas resenhas desse livro em alguns blogs e ele já está na minha lista de leitura. Adorei a resenha e essa capa é linda!
    Beijos

    20 de maio de 2016 às 19:32
  • Responder Hellz

    Geeeente! É sempre tenso quanfo um personagem de cinema ou livros nos lembra alguma criatura desagradavel. Mas que bom que isso nao te impediu de concluir a leitura! Eu particularmente adorei a sinopse e achei bem original!

    Beijo
    Beinghellz.com

    20 de maio de 2016 às 21:00
    • Responder Stephanie Ferreira

      Na verdade foi bem engraçado pra não dizer trágico HUASUASHUASHUASHUASUH Mas o livro é tão gostoso de ler que não tinha como parar ❤️‍

      23 de maio de 2016 às 13:14
  • Responder Clayci

    Eu ainda não li, Ste!
    E a lista só aumenta, porque agora quero ler *_*

    21 de maio de 2016 às 09:23
  • Deixe uma Resposta