Acompanhe:
Mascotes

Os porquinhos-da-índia Quase Mineiros

Quando eu era criança, tinha um casal de hamster chineses, aqueles bem pequenos e super fofinhos. Só que pequenos roedores não são muito fãs de colo e carinho e criança não entende muito disso… Até que um dia desses, meu pai disse uma frase que mudou minha vida:

Larga esses ratos que eles não são porquinhos-da-índia pra ficar no colo

Foi nesse dia que eu decidi que teria porquinhos-da-índia quando crescesse. Então, logo que terminei a faculdade eu comprei o Chef (2014-2016), meu primeiro porquinho-da-índia sem saber nada sobre eles e sem nem onde buscar esta informação, porque na internet tem pouquíssimo conteúdo sobre como cuidar destes animais.

Foi entre muitos erros e acertos que aprendi a cuidar dele e do Bolinho, meu segundo porquinho e decidi compartilhar tudo isso com vocês através do canal. Eu também não imagina, que isso mudaria minha vida e de repente, eu seria a mineira dos porquinhos… Sendo até reconhecida no meio da rua: “Meu Deus você é a dona dos porquinhos-da-índia!”.

E tudo isso abriu portas muito legais, como a parceira com a Cobasi e a Purina. Não foram só felicidades é claro, tenho vários haters que falam que cuido tudo errado dos porquinhos. Mas o momento mais difícil de todos, foi perder o Chef.

Eu pensei até em desistir de tudo. 

Me senti incapaz de ensinar cuidados sendo que meu próprio porquinho não aguentou.

Mesmo que não tenha sido culpa minha.

Depois de um tempo, eu superei. Não esqueci é claro, sinto falta do Chef até hoje. Mas eu segui em frente, comprei o Muffin, meu terceiro porquinho-da-índia e contei com o canal. Hoje quase completando 6.000 inscritos ❤️

Não se esquecem de se inscrever no youtube.com/c/QuaseMinera

Enfim, para ajudar vocês que gostam dos vídeos e todo o conteúdo sobre estes animais, criar uma página guia aqui no blog com uma lista de tudo o que já foi publicado, tanto vídeo como posts que vocês podem acessar neste link.

Espero que tenham gostado de conhecer um pouco da minha história com os porquinhos e muito obrigada por continuarem por aqui ❤️

Beijos


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

8 Comentários

  • Responder Paula

    Eu super tenho vontade de ter porquinhos também! Começou meio que da mesma forma, depois que eu tive gerbils! Como meu apartamento é pequeno hoje em dia não posso ter… mas quem sabe um dia eu mudo para uma casa mais espaçosa e arrumo um cantinho para cuidar deles!

    20 de março de 2017 às 11:02
  • Responder Katarina Holanda

    Ai, esse chapeuzinho ♥♥♥ Hahaha. Eles são fofos demais! Sempre amo vê-los por aqui.

    21 de março de 2017 às 09:02
    • Responder Katarina Holanda

      Meu comentário foi antes de acabar. 🙁 A dor de perder um bichinho é absurda e fica aquela cicatriz, né? Mas feliz que você não desistiu. ♥

      21 de março de 2017 às 09:04
  • Responder Carolina R

    Perder um bichinho é muito triste
    bjs

    21 de março de 2017 às 10:44
  • Responder Clayci

    E eu preciso ir ai logo conhecer e apertar eles *_*

    21 de março de 2017 às 12:48
  • Responder Priscilla

    Que fofuraaaa *—*
    Eu seria mãe de porquinhos da índia, se não fosse um detalhe: sou mãe de gato, e um gato muito ciumento! Morrendo de amores por essas fotos <3 Beijos!

    21 de março de 2017 às 16:34
  • Responder Danielle S.

    Seus porquinhos da índia são umas fofurinhas! Eu também tive hamsters quando nova e não entendia pq eles não gostavam de ficar no colo, hehe. Agora meu sonho é ter um cachorrinho para receber todo o meu amor, mas eu simplesmente amo qualquer bichinho <3
    Muito legal saber que você ajuda as pessoas a entenderem melhor como cuidar dos porquinhos! 😀

    Beijo!

    21 de março de 2017 às 23:42
  • Responder Dai Castro

    Os seus porquinhos são maravilhosos!
    Eu tenho certeza que você cuida deles com todo amor e carinho do mundo, e lembro do seu post sobre o chef! :.:
    Fico feliz pelas parcerias! O seu blog merece ser reconhecido! Beijo!
    Colorindo Nuvens

    23 de março de 2017 às 15:11
  • Deixe uma Resposta