Acompanhe:
Livros

Perdão, Leonard Peacock — Matthew Quick

52 Livros em 52 Semanas

Título: Perdão, Leonard Peacock
Autor: Matthew Quick
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 224
Classificação: 5/5
Skoob | Goodreads

Sinopse: Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich. Mas antes ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. Encontro após encontro, conversando com cada uma dessas pessoas, o jovem ao poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto.

~

Este é um daqueles livros que entrou na minha lista pela capa e pelo título. Eu não li a sinopse, então assim que, na primeira página, é mencionado o plano de homicídio-suicídio, eu levei um susto. Mas, apesar do tema denso, Matthew aborda-o com uma leveza inacreditável. Talvez este seja até mesmo um dos pontos “fracos” do livro, não consegui sentir realmente o desejo de Leonard em se suicidar. O tom de Leonard, através do qual Matthew narra o livro, oscila entre a depressão e a ironia, o que ajuda a quebrar o clima pesado. O mistério do livro, associado ao tom da narrativa torna a leitura rápida e instigante.

Leonard é um garoto de 18 anos diferente dos outros de sua turma, ele vive sozinho enquanto sua mãe está ocupada morando com seu novo-namorado-francês. Ele passa seu tempo livre analisando adultos em metrôs, o que o leva à conclusão de que todo adulto é infeliz. Decidido de que não vale a pena crescer para ser infeliz, Leonard decide que irá matar seu ex-melhor amigo (responsável por grande parte de seu sofrimento) e então se suicidar.

Apesar de não ter lido o livro “O lado bom da vida”, do mesmo autor, ao assistir o filme, é possível identificar algumas semelhanças ao abordar as razões pelas quais alguém poderia querer encerrar sua vida ou como pequenos atos podem mudar essa perspectiva.

Recomendo para: Quem busca uma leitura rápida, mas profunda, que aborda temas complexos com simplicidade.

Onde comprar: Amazon | Americanas | Submarino


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

Nenhum Comentário

Deixe uma Resposta