Acompanhe:
Livros

Plutão: Uma história de Extraordinário — R. J. Palacio

Plutao Título: Plutão: uma história de Extraordinário
Autora: R. J. Palacio
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 90
Classificação4/5
Skoob | Goodreads

Sinopse: O romance Extraordinário, que conta a história de Auggie, um garotinho de feições incomuns que enfrenta muitos desafios por causa de sua aparência, tem encantado leitores do mundo inteiro desde seu lançamento, em 2012. Na sequência desse best-seller adorável, a autora R. J. Palacio lançou o e-book O capítulo do Julian, no qual o leitor teve a oportunidade de conhecer melhor o menino que liderou a cruzada de bullying contra Auggie. Agora, Palacio mostra um pouco mais de outro personagem em um novo e-book exclusivo: Plutão, que traz a história de Christopher, o melhor amigo de infância de August Pullman.

~

Eu podia jurar que tinha resenhado aqui o livro “mãe” deste. Mas, já que aparentemente eu pulei essa resenha, vou fazer um breve resumo: O personagem principal de Extraordinário é Auggie Pullman. Auggie nasceu com deformidades faciais que tornaram seu convívio social bem difícil. Este livro principal traz um pouco do início da experiência de Auggie na escola — já no quinto ano, depois de ter estudado por um bom tempo em casa — e as dificuldades que ele enfrenta para convencer a todos que, apesar de sua aparência incomum, ele é igual a todos.

Com o sucesso de Extraordinário, vieram os spin-offs. Um deles é Plutão.

Plutão na verdade é Christopher. Sua mãe e a mãe de Auggie eram amigas desde que estavam grávidas — simultâneamente — e, por consequência, seus filhos também se tornaram amigos desde bebês. Christopher sabe que Auggie é diferente, mas também sabe que ele é um gatoro como ele. Mas agora eles moram longe um do outro e, com a distância, até mesmo pararam de se falar. É de manhã quando a mãe de Christopher o acorda e lhe dá a notícia de que Darth Daisy, a cachorrinha de Auggie, morreu. Se recusando a ligar ao amigo, Christopher segue com sua rotina. Mas é neste dia que um acidente coloca sua pequena existência em perspectiva.

 

Assim como ExtraordinárioPlutão é um livro rápido e sua leitura é deliciosa. Tanto pela narrativa simples e fluída como pela significação da história e como a mesma é fácil de ser relacionada com a vida do próprio leitor. Indicado não só para adultos, R J Palacio usa uma linguagem simples, que pode ser tranquilamente entendida a partir da primeira década de vida. A história de Auggie serve como lente para o entendimento de que diferenças não tornam pessoas inválidas, nem menos dignas de respeito. A “moral” clara das histórias de Extraordinário são marcadas, mas não forçadas a ponto de tornar o livro demasiadamente infantil ou motivacional.

Onde comprar: Amazon

52 Livros em 52 Semanas


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

14 Comentários

  • Responder VANESSA BRUNT

    Já tinha uma certa curiosidade para ler a obra, e agora fiquei ainda mais na vontade! Adorei a resenha!

    http://WWW.SEMQUASES.COM

    23 de fevereiro de 2016 às 10:56
    • Responder Ana P.

      Não esqueça de começar por “Extraordinário”! (:

      26 de fevereiro de 2016 às 00:59
  • Responder Adriel Christian

    oi, oi.

    eu já li “Extraordinário” e posso dizer com toda a certeza de que foi o livro mais fofo que li no ano passado. a inocência do Auggie me encantou demais. eu já li “O capítulo do Julian” e amei. muito boa a ideia da escritora. contudo, não achei pra baixar “plutão”. sim, sou pobre e nem dinheiro pra comprar eu tenho. hahaha. agora que li tua resenha, confesso que fiquei curioso. bem que alguém poderia me mandar o arquivo por e-mail. hahahaha.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    23 de fevereiro de 2016 às 11:08
    • Responder Ana P.

      Oiê! Adoro teus comentários sempre <3
      Me manda um e-mail (anapm.agostini@gmail.com) pedindo o livro (;

      Também achei incrível a inocência do Auggie e a 'simplicidade' com a qual ele encara as coisas.
      Beijos!

      26 de fevereiro de 2016 às 01:01
  • Responder Lorraine Faria

    ana do céu, eu ainda não li extraordinário!!! cada vez que leio uma resenha dele me sinto ainda mais ET por não conhecer a historia. preciso resolver isso hahah beeeijo :**

    23 de fevereiro de 2016 às 17:32
    • Responder Ana P.

      Quando eu li não tinha ouvido muito sobre, mas a capa sempre me chamou muuuito a atenção. É incrível, vale muito a pena! :*

      26 de fevereiro de 2016 às 01:02
  • Responder Gabriela Lira

    Que história fofa! Os personagens parecem ser bastante interessantes do ponto de vista psicológico.
    Vou buscar para ler com certeza! <3

    Poesia em Transe

    24 de fevereiro de 2016 às 12:24
    • Responder Ana P.

      Oi Gabriela, tudo bem?
      Então, os personagens não são muito profundos porque são crianças, então não tem todo aquele desenvolvimento psicológico que se espera dos personagens adultos. Mas é muito interessante ver a perspectiva dessas crianças!

      26 de fevereiro de 2016 às 01:03
  • Responder Camila Faria

    Oi Ana, esse spin-off parece ser uma delícia ~ assim como o livro “de origem”. Adorei a resenha!

    24 de fevereiro de 2016 às 16:02
    • Responder Ana P.

      Os dois spin-off que li até agora são tão bons quanto Extraordinário! Preciso arranjar um jeito de ler o terceiro haha

      26 de fevereiro de 2016 às 01:05
  • Responder Giuli Castro

    Acredita que ate hj nao li Extraordinario?! Sempre quero ler e esqueço de comprar, vou colocar na minha lista ja!
    Beijos

    24 de fevereiro de 2016 às 16:55
    • Responder Ana P.

      Vale muito a pena! Já obriguei algumas amigas a comprarem quando vão comigo à livraria haha

      Beijos!

      26 de fevereiro de 2016 às 01:06
  • Responder Giuliana Silvestri

    Todo mundo fala tão bem de Extraordinário, mas até agora eu não li o livro 🙁 Preciso ler logo, porque parece ser uma história muito gostosa de ler. E Plutão parece ser tão bom quanto, e eu adoro spin-offs! Adorei a resenha!

    Beijos
    Meu Conto de Fada

    29 de fevereiro de 2016 às 21:22
    • Responder Ana P.

      Só vou te dizer 01 coisa: Leia!

      Beijos!

      14 de março de 2016 às 22:52

    Deixe uma Resposta