Acompanhe:
Livros

Os Dois Mundos de Astrid Jones — A. S. King

OS_DOIS_MUNDOS_DE_ASTRID_JONESTítulo: Os Dois Mundos de Astrid Jones
Autor: A. S. King
Editora: Gutenberg
Ano: 2015 / Páginas: 288
Classificação: 5/5
Skoob | Goodreads

Sinopse: “O movimento é impossível.” É o que Astrid Jones, 17 anos, aprendeu na sua aula de filosofia. E, vivendo na pequena cidade em que mora, ela começa a acreditar que isso é mesmo verdade. São sempre as mesmas pessoas, as mesmas fofocas, a mesma visão de mundo limitada, como se estivessem todos presos em uma caverna, nunca enxergando nada além.

Nesse ambiente, ela não tem com quem desabafar suas angústias, e por isso deita-se em seu jardim, olha os aviões no céu, e expõe suas dúvidas mais secretas aos passageiros, já que eles nunca irão julgá-la. Em seu conflito solitário, ela se vê dividida entre dois mundos: um em que é livre para ser quem é de verdade e dar vazão ao que vai em seu íntimo, e outro em que precisa se enquadrar desconfortavelmente em convenções sociais.

Em um retrato original de uma garota que luta para se libertar de definições ultrapassadas, este livro leva os leitores a questionarem tudo e oferece esperança para aqueles que nunca deixarão de buscar o significado do amor verdadeiro.

~

Quando terminei este livro, tudo o que queria fazer era abraçar Astrid Jones e dizer que vai ficar tudo bem, mesmo sabendo que a vida nunca é 100% perfeita, todo mundo tem direito de ser feliz.
Eu queria viver em um mundo, sem preconceito, onde todos possam amar quem quiser em paz… O mundo precisa de mais amor.
É triste pensar que devem existir milhares, milhões de adolescentes no mundo como Astrid Jones: vivendo sobre a pressão da sociedade, todo mundo te achando anormal, com uma família preconceituosa que não te aceita e ao mesmo tempo tem que lidar consigo mesmo e seus hormônios adolescentes.

“Você precisa deixar as pessoas te conhecerem antes de decidir que elas não gostam de você”

A leitura deste livro foi rápida porque ele flui muito bem, a autora A. S. King soube trabalhar o emocional do leitor nas palavras. Não foi só uma vez que chorei com os mundos de Astrid Jones.

Recomendo a leitora para todas as pessoas do mundo. Para que vejam o lado do mundo das pessoas que só querer amar alguém independente do gênero.

Onde encontrar: Amazon | Americanas | Submarino

Um beijo


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

22 Comentários

  • Responder Juliana

    Gostei muito da tua resenha, confesso que não é o tipo de história que eu mais goste de ler, mas é interessante! Esse ano decidi que lerei ao menos 10 livros, ano passado não consegui terminar um livro sequer, uma vergonha…rs
    Beijos!

    20.01.2016 às 09:19
    • Responder Stephanie Ferreira

      @Juliana, não era uma temática que eu gosto de ler também, mas o livro me surpreendeu então super indico pra você <3
      Beijão

      24.01.2016 às 16:14
  • Responder Bia Martins

    Já vi a capa desse livro várias vezes e fui com a cara, lendo sua resenha fiquei com muita vontade de ler! O livro parece ser uma delícia. Acho que todos nós fomos um pouco como a Astrid na adolescència. Quero ler!

    beijo
    http://www.blogbelatriz.com
    YouTube Belatriz
    Facebook Belatriz

    20.01.2016 às 14:45
  • Responder Vestindo Ideias

    Ai eu quis abraçar ela com você agora e olha que nem li o livro HAHHA Amo histórias assim, quero ler agora :3

    20.01.2016 às 23:06
  • Responder Adriel Christian

    oi, oi.

    esse livro realmente deve ser incrível só pelo fato de envolver filosofia pelo meio. juro que eu adoro filosofar e estudar sobre. é tanta coisa óbvia que a gnt não para pra pensar, né?

    eu tbm sou igual a vc: quando termino uma leitura, fico abraçando o livro e querendo que a personagem fosse real. 😀

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    21.01.2016 às 00:49
    • Responder Stephanie Ferreira

      @Adriel Christian, eu nunca gostei de filosofia na escola, mas este livro coloca esta matéria sobre um olhar jovem sabe? Por isso é tão legal.

      Queria mesmo que Astrid fosse real D:
      Beijos

      24.01.2016 às 16:24
  • Responder Poly

    Este livro parece ser lindo. Gosto de leituras rápidas e narrativas bem fluidas. Fiquei interessada, acho que vou inclui-lo na minha wishlist
    🙂
    Bjuxxxxxx

    21.01.2016 às 01:05
    • Responder Stephanie Ferreira

      @Poly, inclui sim <3 Adoro suas resenhas e vou adorar saber o que achou deste livro, a narrativa dele é viciante, daqueles que você não consegue largar até terminar sabe?
      Beijão

      24.01.2016 às 16:27
  • Responder Jeh Asato

    Steeephhh, acho que me identifiquei um pouco com esse livro!!! ” São sempre as mesmas pessoas, as mesmas fofocas, a mesma visão de mundo limitada, como se estivessem todos presos em uma caverna, nunca enxergando nada além.”
    Gente, é o que sempre vivi e até hoje vivo! Não sei se a parte do preconceito e a anormalidade cabem à mim mas eu me sinto presa à uma vida que eu (pelo menos) não gostaria que fosse minha, sabe? Daí vivo um pouco a vida na minha imaginação (que é linda, você tinha que ver!) e a minha real, dessas que não são nem um pouquinho perto de ser do jeito que eu sonho!
    No começo achei que Astrid era homem, acho que o nome tem esse leve parecer, sei lá!!
    Mas gostei bastante! Obrigada pela dica!!!
    <3

    21.01.2016 às 03:37
    • Responder Stephanie Ferreira

      @Jeh Asato, também é um pouco do que eu vivo por me identifiquei tanto com o livro. Astrid (que é uma menina hehehe) vive em cidade pequena onde todo mundo se preocupa mais com que o vizinho vai pensar do que da própria vida. E eu vivi tanto isso que durante a leitura me dava raiva não estar lá pra tirar-la daquela situação rsrs
      Super recomendo a leitura 😀
      Beijão

      24.01.2016 às 16:31
  • Responder Milena Maciel

    Pela sua resenha o livro parece ser incrível! Fiquei com muita vontade, gosto muito de livros que te fazem refletir sobre algo, muito bom quando uma história mexe com a gente né? Bjs

    oh, wow, lovely ❁

    21.01.2016 às 10:01
  • Responder Camila Faria

    Oi Stephanie, realmente é um sonho esse mundo sem preconceitos, em que todos podem ser felizes e realizados do jeito que são… Espero que não seja um sonho impossível e que a gente consiga chegar nesse ideal um dia. Adorei a resenha!

    21.01.2016 às 20:17
  • Responder Bárbara Almeida

    Amo amo amo amo esses livros assim. Que te fazem refletir sabe? Que quando você termina você se sente inspirada, ou começa a ver as cosias com uma visão diferente.
    Vou colocar na minha listinha!

    Beijos, Love is Colorful

    22.01.2016 às 00:53
  • Responder Clayci

    Fiquei com vontade de ler por causa da capa, sinopse, resenha e o quote “Você precisa deixar as pessoas te conhecerem antes de decidir que elas não gostam de você” *_*

    22.01.2016 às 11:33
  • Responder Beatriz Cavalcante

    Eu amo livros com essa temática, essa coisa corta pulsos e tals então acho que vou gostar, haha. Ele está na wishlist já tem um tempinho então espero ler em breve. 😀

    Beijos!

    23.01.2016 às 20:36
  • Deixe uma Resposta