Acompanhe:
Livros

Terceira voz — Börjlinds

Terceira Voz Book Cover Terceira Voz
Rönning & Stilton
Cilla e Rolf Börjlind
Mistério policial
2017
464

Um funcionário da alfândega em Estocolmo é encontrado enforcado na sala de sua casa; uma ex-artista de circo cega, que fazia filmes pornô para sobreviver, é brutalmente assassinada em Marselha, na França. Duas mortes aparentemente desconexas unem os ex-policiais Olivia Rönning e Tom Stilton novamente em Terceira voz, segundo romance da dupla sueca Cilla e Rolf Björlind. Depois de Maré viva, em que apresentam os dois protagonistas numa trama repleta de violência e mistério, o casal de escritores e roteiristas põe os carismáticos Tom e Olivia novamente no centro de uma investigação de desdobramentos surpreendentes que faz jus ao sucesso e popularidade alcançados pela dupla no prestigiado segmento da literatura policial escandinava.

O casal Cilla e Rolf Börjlind tem no currículo dezenas de roteiros para cinema e televisão, todos no meio policial. Além disso, são os roteiristas mais prestigiados da Suécia. Tendo descoberto isso, eu já imaginava que encontraria pela frente uma obra-prima do mistério.

Mas Terceira voz definitivamente me surpreendeu, especialmente por trazer diversos mistérios e suposições que se entrelaçam a se intercalam ao passar dos capítulos.

No foco principal temos Bengt, um funcionário da alfândega que é encontrado enforcado em sua sala de estar. Apesar de estar passando por uma fase difícil em sua vida, o suicídio parece estranho a todos em seu redor. Uma vez autopsiado, descobre-se tratar de um homicídio. O crime fica aos cuidados de Mette, uma experiente detetive da divisão de homicídios. Mas há outra pessoa também investigando a morte de Bengt paralelamente. Olivia estava visitando sua mãe, ao lado da casa de Bengt quando a morte foi descoberta e, apesar de ter feito treinamento policial, não trabalha com isso. Contudo, Olivia está determinada a esclarecer o crime para dar algum conforto à Sandra, filha de Bengt e agora completamente órfã.

Enquanto Mette investiga uma das hipóteses, Olivia descobre outro viés perfeitamente plausível. E então, paralelo ao homicídio de Bengt, temos também a investigação sobre o roubo de um carregamento de drogas apreendido pela alfândega e a investigação de Olivia sobre um gigante do mercado de capitalismo de risco, Borell, cuja empresa controla um abrigo em que o pai de Bengt morreu algum tempo antes com indícios de negligência.

Em paralelo, temos Abbas, um homem reservado, e muito habilidoso com facas que acabou de descobrir que Samira, seu antigo amor, fora brutalmente assassinada em Marselha. Determinado a vingar sua amada, Abbas leva Stilton à Marselha para ajudá-lo com a investigação do que pode ter acontecido com a bela Samira.

A verdade é que é difícil resumir esse livro sem estragar a surpresa para vocês. Mas sou obrigada a dizer o quanto fiquei impressionada com a habilidade dos autores de dar tantas voltas na história e ainda assim amarrar todos os pontos. Por um bom tempo eu acreditei que se tratavam de crimes independentes sendo investigados em lugares diferentes do mundo, até que todas as histórias começam a se entrelaçar e você começa a pensar “ih rapaaaaz isso vai dar um ruim…”,

A escrita do casal é impecável. Se existem diferenças entre o estilo de escrita dos dois, os editores foram capazes de igualar os discursos completamente. As descrições são detalhadas o suficiente para que você possa se ambientar e se situar na história, mas não se alongam ao ponto do tédio. Os personagens não são colocados vivendo exclusivamente aquela investigação: todos eles tem conflitos particulares que também são explorados como background, dando um aspecto mais real a todos eles.

Apesar de não se tratar de uma série sequencial, os autores já escreveram um outro livro com os mesmos investigadores, que acaba de entrar para minha lista de leituras futuras: Maré viva.

*livro recebido em parceria com a editora


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

10 Comentários

  • Responder Camila Faria

    Eu curto essas tramas de crime e mistério Stephanie, desde que sejam bem escritas, claro! Me interessei pelo livro, parece ter um clima nordic-noir bem interessante. Quero ler! Um beijo :*

    04.05.2017 às 11:06
  • Responder Grazielli Bernardino

    Oi Ana! Me interessei bastante pela leitura. Sou fã de carteirinha das séries do AXN, então acredito que iria amar esse livro. Vou tentar ler algo dos escritores.
    Beijos.

    04.05.2017 às 15:14
    • Responder Ana P.

      Oi Grazi!
      Certamente haha dá uma procurada que acho que esse é um dos livros policiais mais diferentões que eu li nos últimos tempos

      17.05.2017 às 08:37
  • Responder Dai Castro

    Que história, só de ler o seu texto deu pra entender que há diversas tramas acontecendo e é incrível quando o autor consegue amarrar tudo isso!
    Gosto de suspenses e já deixei esse anotado aqui!
    Quero ler
    <3
    Beeeijo!
    Colorindo Nuvens

    04.05.2017 às 21:14
    • Responder Ana P.

      Pois é, Dai! Eu fui lendo e ficando com medo de não ter todas as respostas ao final da trama, mas acho que o fato deles escreverem em dupla ajuda muito nessa questão de não dar ponto sem nó, já que um pode apontar as falhas do outro.

      17.05.2017 às 08:38
  • Responder CAROLINA XAVIER

    que história cheia de suspense hein, sabe que fiquei curiosa rsrs
    beijos http://www.blogdaxavier.com/

    05.05.2017 às 16:39
  • Responder Samela Alves

    Excelente resenha bem minuciosa, vou colocar na minha lista de livros a ler.

    05.05.2017 às 18:52
  • Responder Kaila Garcia

    Que resenha maravilhosa, nunca li nenhum livro desse jeito mas, esse tipo de história costuma ser a minha favorita quando o assunto é filme. Já anotei a dica, vou tentar encontrar esse livro! ❤

    http://www.kailagarcia.com

    05.05.2017 às 20:23
    • Responder Ana P.

      Oi Kaila!
      Leia sim! Eu tinha muita preguiça de livros policiais, mas adorava assistir filmes e séries do tema. Foi só achar o primeiro livro que eu gostei que peguei gosto pela coisa e agora é um dos meus tipos preferidos.

      17.05.2017 às 08:48

    Deixe uma Resposta