Acompanhe:
Livros

Uma mensagem de esperança — Tom Michell

Uma mensagem de esperança — Tom MichellTítulo: Uma mensagem de esperança: o que aprendi com um pinguim
Autor: Tom Michell
Editora: Rocco (Selo Bicicleta Amarela)
Primeira publicação: 2015
Ano: 2016
Páginas: 254
Classificação: 4/5

Skoob | Goodreads

Sinopse: O que você faria se um pinguim recém-resgatado não quisesse se separar de você? Correria o risco de atravessar a fronteira entre dois países com ele, dentro de um ônibus, e deixar que ele passasse a fazer parte da sua vida? Comovente e encantadora. A história real de um jovem professor inglês e um pinguim e sua amizade improvável na Argentida dos anos 1970 têm tudo para figurar na estante junto a clássicos como Fernão Capelo Gaivota.

Uma mensagem de esperança — Tom Michell

Uma mensagem de esperança é um livro autobiográfico, por mais estranho que possa lhe parecer. Em 1975, Tom Michell é um jovem inglês de 23 anos que aceita o emprego de professor em um colégio interno para garotos na Argentina. Mas sua aventura como tutor de um pinguim começa apenas quando ele viaja ao Uruguai.

Em seu penúltimo dia de viagem em Punta del Este, Tom decide caminhar na praia e encontra uma situação desoladora: milhares de pinguins mortos, coberto com petróleo. Em meio à montanha de aves cobertas de óleo, ele encontra um que ainda apresenta sinais vitais e, numa decisão impulsiva, decide levá-lo para o apartamento onde estava hospedado para que pudesse livrá-lo da camada preta e grossa que recobria seu corpo e ameaçava sua vida.

Depois de quase perder o dedo algumas vezes para o bico da ave, o pinguim parece entender que Tom tem apenas boas intenções e sua personalidade muda completamente. Agora calmo e colaborativo, ele tem suas penas limpas por completo, mas se recusa a deixar Tom quando este tenta deixá-lo na praia, para que encontre sozinho seu rumo e um novo grupo de pinguins.

Tem gato no fundo da foto, ignorem xD

Tem gato no fundo da foto, ignorem xD

Com isso, Tom se vê obrigado a levar o pinguim — já batizado de Juan Salvador — consigo para a Argentina. Depois de conseguir contornar transtornos junto ao agente alfandegário, Juan Salvador passou a morar no colégio junto com Tom. Logo a ave era a nova atração na escola: alunos se enfileiravam para lhe dar sardinhas, ajudaram a construir melhorias em seu terraço e até mesmo adotaram-no como mascote do time de rugbi.

Uma mensagem de esperança — Tom Michell

Ciente que o ambiente escolar não seria o melhor possível para Juan Salvador, Tom busca outras alternativas. O zoológico local está fora de cogitação: os pinguins que ali residem parecem extremamente depressivos; e uma viagem até a colônia de pinguins selvagens mais próxima seria demasiadamente longa para um pinguim.

Uma mensagem de esperança tem menos a ver sobre o que Tom aprendeu com o pinguim — como sugerido pelo subtítulo — e mais sobre a rotina de um pinguim resgatado vivendo em meio a um colégio interno. Apesar do ritmo da narrativa ser lento, houve vários momentos em que fui pega de surpresa por alguma reviravolta ou reação diferente do que previa.

Sendo um livro autobiográfico, é impossível sugerir alterações na narrativa — e sequer acredito que precisariam ser feitas. Entretanto, adoraria encontrar um diálogo mais aberto sobre o que essa relação com Juan Salvador mudou no autor, talvez um capítulo de encerramento mais reflexivo sobre estes pontos.

De qualquer modo, o livro não desaponta. É leve e divertido, mesmo tendo um ritmo mais vagaroso de leitura

Onde encontrar: Amazon | Submarino | Americanas | Saraiva | Livraria Cultura

E vocês? O que fariam se encontrassem um pinguim precisando de resgate?

52 Livros em 52 Semanas


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

4 Comentários

  • Responder Livia

    ai gente, posso falar, adorei essa historia do pinguim! hehe já fiquei com vontade de ler com certeza

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    1 de dezembro de 2016 às 14:34
    • Responder Ana P.

      Pinguins são tão fofinhoooos <3

      12 de dezembro de 2016 às 19:06
  • Responder Danielle S.

    Que bonitinha a história, nunca tinha ouvido falar dela! O pinguim encontrou no professor o seu parceiro para a vida <3 (sabe, é aquela história dos pinguins ficarem juntos para sempre, hehe). Uma pena que o livro não entrou mais profundamente nas mudanças que o Juan fez no autor, ia ser algo bem interessante de se ler!

    Beijo!

    2 de dezembro de 2016 às 00:43
    • Responder Ana P.

      Pois é, Danielle! Foi muito fofo ver o pinguim entendendo que o professor (e os alunos da escola, depois) estavam cuidando dele <3

      Beijos!

      12 de dezembro de 2016 às 19:07

    Deixe uma Resposta