Acompanhe:
Viagens

Como driblar o dólar alto em viagens para os EUA

Como-driblar-o-dólar-alto-em-viagens-para-os-EUA

Viajar para os Estados Unidos é o sonho de muita gente (inclusive o meu hehehe). Mas, com o dolár alto temos que pensar em mudar os planos e escolher destinos nacionais ou países que em a moeda seja mais desvalorizada, frente ao real. Apesar da constante valorização da moeda americana, viajar para Miami ou Orlando não é impossível.

Então separei 5 dicas para economizar na viagem ao exterior:

Priorize outlets

Para economizar na Flórida, a dica é visitar primeiro os outlets, só depois os shoppings. Nas lojas de departamentos também é possível encontrar descontos maravilhosos, mas como elas costumam ser enormes o programa torna-se demorado. É preciso ter disposição e paciência, mas há achados imperdíveis por lá. Confira o guia de compras em Orlando para pagar menos e levar para casa os melhores produtos e lembrancinhas.

Pagar em dinheiro é a melhor opção

Tem lugar melhor nos Estados Unidos para fazer compras? Considerado o paraíso pelos brasileiros, Orlando atrai pela qualidade, preços e variedade. A dica na hora de ir as compras, em tempos de dólar alto, é usar dinheiro em espécie. Então, não esqueça de levar na mala (ou comprar por lá) uma doleira. Cartão de crédito é tentador, mas o ideal é que seja utilizado somente em último caso. De acordo com os economistas, até o cartão pré-pago é mais vantajoso.

money

Alugar carro é mais econômico

Quem vai para Orlando volta para o Brasil com muito mais malas. Afinal, resistir a tentação de comprar é muito difícil. Para não ficar carregando peso pela cidade e evitar qualquer tipo de transtorno durante a viagem, a melhor solução é ir às compras de carro. É mais prático e confortável, sem contar que você ainda pode usá-lo para fazer seu próprio tour pelas redondezas.

Ao contrário do que muitos brasileiros pensam, alugar carro em Orlando é fácil. O primeiro passo para economizar é consultar o comparador de preços. Além de economizar, carro alugado não tem burocracia.

Pesquisar casa de câmbio

Pela internet é possível encontrar a corretora mais vantajosa. Basta ir no site do Banco Central do Brasil e acessar o Ranking do Valor Efetivo Total. Lá estão as opções mais baratas.

Casa alugada é melhor do que ficar em hotel

Viver o verdadeiro lifestyle americano é o sonho de todo brasileiro que vai para a Terra de Tio Sam. Ficar em hotel pode ser até confortável e prático, mas se você colocar na ponta do lápis, perceberá que está pagando bem mais. Alugar casa em Orlando, por exemplo, sai muito mais barato, principalmente se você estiver em grupo. Afinal, você poderá dividir as despesas entre os amigos. Sem contar que fazer comida naquelas cozinhas típicas dos Estados Unidos vai deixar você se sentindo num filme de Hollywood. Experiência ímpar e econômica!

linha

E vocês conhecem outras dicas?
Compartilha comigo nos comentários!

Um beijo


Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

12 Comentários

  • Responder Alessandra

    Oi Stephanie!
    Eu viajar para os EUA? Não tão cedo, HAHAHA.
    Mas são ótimas dicas!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    16.01.2016 às 10:49
  • Responder Vickawaii

    Quando eu fui no início de 2015 (Dolar 3 reais, eu reclamei um monte de estar alto, mas hoje até tenho saudades…), segui praticamente todas as dicas e até hoje sonho com os outlets HSAUIDHAU. A única que eu não segui à risca foi ‘pagar em dinheiro’: o que eu fiz foi o cartão Visa Travel Money, uma espécie de ‘pré-pago’, que eu comprava X dólares aqui para usar lá no meu cartão. Acho que é uma boa opção também, porque o pouco que eu comprei no cartão de crédito me deu um susto!

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    16.01.2016 às 18:11
    • Responder Stephanie Ferreira

      @Vickawaii, sim sim cartão pré-pago é ótimo para não quer pagar em dinheiro mas também não quer usar o cartão de créditos com aquelas taxas todas.
      Beijos

      18.01.2016 às 15:52
  • Responder Natalia

    ótimas dicas! viajar nesse período para os eua está complicado mesmo…

    17.01.2016 às 12:06
    • Responder Stephanie Ferreira

      @Natalia, pois é D: Mas aí quem realmente quer ir ou precisar tem que correr atras de economizar pelo menos um pouquinho 🙂
      Beijos

      18.01.2016 às 15:53
  • Responder BlahOestraich

    E cada vez aumenta o dólar mais… :/ otimas dicas.. Pretendo seguir elas, daqui uns dias … Kkkk um big beijo http://www.blahoestraich.com.br

    17.01.2016 às 13:18
  • Responder Paula

    Ahh queria que fosse assim fácil! Pagar em dinheiro nem sempre é a melhor opção, pois o valor que as casas de cambio cobram é mais alto do que o valor oficial que o cartão usa para converter (descontando-se as variações, claro), então dá na mesma! Eu prefiro usar o cartão pois com ele tbm acumulo milhas, e como o meu converte numa taxa boa, acaba que boa parte das minhas viagens são feitas com milhas…
    Nem sempre alugar carro é a melhor opção… pra Orlando é sim, mas pra Nova York ou pra Europa é furada e eu já desisti de olhar esse ranking do VET para casas de cambio, pq as mais baratas são sempre aquelas grandes que não vendem para pessoas físicas ou exigem abertura de contas milionárias…

    17.01.2016 às 17:59
  • Responder Adriel Christian

    oi, oi.

    pesquisar casas de câmbio é sempre uma boa opção, porque a gente sabe que sempre varia de uma para outra e, sinceramente, centavos fazem diferença nesse momento. hahaha.

    adorei as tuas dicas e elas me ajudarão muito num post que eu to escrevendo sobre uma rua de NY. 🙂

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    18.01.2016 às 10:30
  • Responder Jeh Asato

    Ahh Steph, no meu caso a situação está tão apertada que nem viagens nacionais eu estou podendo. Nem viagens no próprio Estado, ou passeios aqui na cidade, credo! Só Deus na causa!!!
    Mas achei as dicas super boas, apesar de não ter ideia de como seja realmente uma viagem pra outro país. Acredito que as prioridades vão depender de pessoa pra pessoa, né? Eu mesmo, por exemplo, do jeito que sou medrosa jamais ficaria em uma casa alugada a não ser que fosse eu, meu filho e um homem (meu irmão, por exemplo)! Mas sozinha, ou só com o Lucca nessa idade de bebê, JAMAIS! Acho que hotel me passa mais segurança (posso estar errada).

    Que nossos sonhos possam se tornar realidade!
    Amém!
    Beijos!

    22.01.2016 às 03:35
  • Responder Clayci

    Não consigo ir nem quando tá baixo auHAuHAuHAuAHuHA
    Mas o que vc disse é verdade, tem que dar um jeitinho sempre =D

    22.01.2016 às 11:34
  • Deixe uma Resposta